No próximo sábado, 6 de julho, iremos promover mais uma edição da Feira de Trocas Na pracinha.Será uma manhã de trocas e histórias em um Centro Cultural ♥︎

A troca de brinquedos é um exercício muito bacana de convivência e colaboração, que permite autonomia nas decisões e a conquista de suas escolhas. É necessário argumentar, negociar, fazer com que o amigo também se interesse pelo outro brinquedo. Para que a ideia funcione, converse com a criança sobre o assunto, separem juntos os brinquedos.

Os nossos amigos Juliana e Isaac, da Cia Pé de Moleque, estarão conosco para contar histórias.

A cobertura fotográfica será da Junia Chaves.

Anote aí:
Sábado, 6 de julho, 9h30 às 11h30

Usina da Cultura: R. Dom Cabral, 765 – Bairro Ipiranga
Programação:
9h30 às 10h40 – Feira de Trocas e brincar livre
10h50 às 11h30 – Cia Pé de Moleque
Indicação etária livre
Entrada franca


Importante:
Como funcionará a feira de troca?
– Sugira a criança que organize os brinquedos em uma toalha e que circule pelo espaço. Quando uma criança se interessar por determinado brinquedo, deverá tentar a troca com o dono, ou seja, trocar o brinquedo que trouxe pelo que quer levar para casa. Se não for de interesse das duas crianças, a troca não irá acontecer, afinal, todos têm que ficar satisfeitos.  A ideia é incentivar o diálogo. Para os bem pequetitos, vale a ajuda dos pais, porém, todos precisam entender que o mais importante não é o valor do brinquedo, mas o ato.
– O brinquedo precisa estar em bom estado. Não vale armas (revólver, espada etc), brinquedos faltando peças e brindes de ações promocionais.  Os livros devem estar com todas as páginas, sem rasgos ou rabiscos.