Foto: Patrícia de Sá

Só faz sentido o que é sentido“. Me deparei com esta frase inúmeras vezes ao longo de 2019. Funcionou com um aviso sonoro, um farol para indicar por onde navegar, um lembrete para voltar a olhar o ordinário, o cotidiano, e desacelerar. Botar reparo e sentir o caminho, a travessia.

A gente chama de urgente um monte de coisas que não tem pressa“, bem diz Liana Ferraz, e nos esquecemos que somos nós – as pessoas – o que importa.

Penso que para 2020 devemos nos aquietar e empouquecer – palavra que me foi apresentada por Rosane Castilhos e simbolizou a minha busca por aconchego e sentido em mim mesma. Que seja um novo ano com tempo, para os sentimentos fazerem morada e poesia no peito. Vamos colecionar domingos. E segundas. Reparar as nuances do céu e o brilho da lua. Explorar olhares e eternizar abraços. Viver o melhor no agora, de verdade.

Desejo a vocês uma abundância de emoções para sentir: ternura, amor, compaixão, alegria, felicidade, serenidade, alívio, felicidade, aceitação, incompreensão, saudade, tédio, expectativa, satisfação, orgulho, prazer, desejo, admiração, euforia, entusiasmo, gratidão.

Feliz Natal e um novo ano realmente novo ♥︎