Foto: Carolina Guimarães

 

O Entre Nós são encontros para compartilharmos conteúdos valiosos e experiências sobre parentalidade, infância, educação e relações afetivas. Momentos de escuta e acolhimento de nossos sentimentos e vivências como mães, pais, cuidadores e responsáveis, de forma consciente e respeitosa. A curadoria é feita pelo nosso olhar atento e do não julgamento de Flávia Pellegrini e Ana Paula Lobato. Uma iniciativa do Mom is Cool e do Na pracinha, que acreditam no afeto, no diálogo, no respeito e na presença como bases para uma relação equilibrada entre pais e filhos.

Criar filhos não tem manual, é um caminho de muito aprendizado e reflexão. Com afeto e respeito, a jornada ganha sentido e demonstra-se transformadora ♥︎. Nossas rodas são para pequenos grupos, para que o nosso propósito de trocas e nos acolhermos não se perca.  Sendo assim, se há um tema pulsando aí dentro, venha compartilhar conosco. Dialogar é preciso, por isso, precisamos de você entre nós.

 


> O brincar como forma de conexão com a criança

O brincar é uma atividade cotidiana e presente em nosso convívio com a criança. É consenso entre os especialistas que o brincar é a base para construção de vínculos, para aprendizagem das regras sociais, para o amadurecimento emocional, do desenvolvimento criativo e de resolução de problemas.

Mas, a sociedade de excessos tem criado agendas lotadas para os pequenos, não permitindo que tenham tempo e espaço para o brincar. Também falta tempo em família e sobram pais desconectados dos filhos. Há muita cobrança por desempenho, resultado e muito desconhecimento sobre vivenciar a brincadeira como um momento de conexão em família permeado por afeto. A falta é recompensada por presentes e “anestésicos” digitais.

Falar do brincar como ferramenta de conexão implica compreender o significado da brincadeira livre e do faz de conta como um caminho para a criança se conhecer, experimentar o mundo e a relação com outro e, sobretudo, se organizar internamente diante das experiências vividas no dia a dia. Uma criança que convida o pai ou a mãe para brincar está, na verdade, propondo um momento de ESCUTA… A criança se comunica pela brincadeira.

É sobre entender a brincadeira como um caminho de conexão e criação de memórias afetivas que fortalecerão o relacionamento com os filhos que iremos conversar em nossa próxima roda. Nossa convidada será Cecilia Antipoff, mãe da Melissa e do Ian, psicóloga, doutora em Educação, criadora do projeto online “A casa da árvore” e dos cursos “Criando crianças felizes” e “Chega de Birra”.

Será uma conversa, uma troca, sobre como escutar nossas crianças e nos conectarmos a elas a partir do brincar.

Algumas reflexões que propomos:

> a importância e o significado do brincar livre
> o que é o brincar de qualidade?
> como encontrar tempo para o brincar na rotina do mundo moderno?
> o que é o brinquedo e como tudo é brinquedo?
> sabemos brincar com nossos filhos?

Programação:
19h | Boas-vindas
19h15 | Início da roda de conversa com o facilitador convidado
20h30 | Acolhimento das dúvidas e troca de experiências
21h30 |Encerramento

O encontro será na quinta, 22 de novembro, às 19h, no Espaço Corre Cutia. As vagas são limitadas
Inscrições: R$ 70,00 (individual) | R$ 120,00 (casal) + taxa sympla