Foto: Pixabay| Pexels

 

 

 

Por Laura Rangel, nutricionista

Férias é sinônimo de diversão, relaxamento e tranquilidade para as crianças, mas também pode ser que nesse tempo livre elas extrapolem na alimentação: atacam a geladeira e vasculham os armários da cozinha à procura de um petisco ou uma guloseima para saborear. É importante que nas férias a criança tenha a mesma rotina de alimentação cotidiana.

Férias é tempo de brincadeiras em família e passeios diferentes e não “férias de guloseimas”. Claro que sempre temos momentos onde os sorvetes, os lanches da vovó com bolo de chocolate e picolés estarão presentes, mas procure não associá-los a períodos de férias de escola, e sim momentos existentes durante toda a vida, para evitar o sentimento de que as guloseimas são uma compensação ou prêmio.

Algumas dicas práticas que podem ajudar no período:

:: Ao fazer as compras da casa, observe que tipo de alimentos está levando. Evitar comprar excesso de alimentos industrializados, deixe sempre as frutas disponíveis para as crianças.
:: Quando preparar lanchinhos mais calóricos em casa (bolo com cobertura, sanduíches, sobremesas em geral, cachorro quente) é melhor evitar o preparo de uma quantidade muito grande. Pois assim, a criança vai acabar trocando as refeições importantes por lanches.

:: Evite deixar alimentos industrializados e calóricos ao alcance dos olhos da criança.

:: Sempre que for preparar alguma receita, diminua a quantidade de margarina, gordura, açúcar ou creme de leite. Dessa maneira a receita ainda continuará gostosa, mas com menos calorias e mais saudável.

:: Deixe sempre à vista garrafinhas de água. Beber água é um hábito que deve ser construído desde cedo, e essa é uma das formas de ajudar.

Se você já faz uma alimentação balanceada e nutritiva para seu filho, permaneça sem alterações durante as férias. Lembrando que uma alimentação saudável permite esporadicamente o consumo de alimentos nem tanto saudáveis mas que fazem parte da nossa cultura. Bom senso sempre e você estará fazendo sua parte na educação nutricional e na promoção da saúde do seu filho.