Foto: Patrícia de Sá

#descansacriança
Manifesto Por Rosane Castilhos, mãe, artista plástica, educadora parental (PDA) + Na pracinha

Descansa criança.
Temos princípios diferentes sobre o que constrói, constitui e edifica uma boa educação. Cada indivíduo tem sua percepção singular a respeito do educar, usamos nossas próprias lentes e filtros, o que para alguns parece óbvio para outros não é.

Nenhum caminho é “o caminho certo”, ele é conforme. Por outro lado, se nos aliarmos as ciências todas que estudam a infância e a adolescência teremos, pelo menos um norte, e cada um de nós vai construindo seu jeito de caminhar. Já o que essas ciências todas andam a constatar é unânime: nunca, em tempo algum, tivemos tantas crianças e adolescentes estressados, ansiosos, deprimidos e infelizes como atualmente, e dizem mais: falta tempo pra viver a infância como ela de fato deveria acontecer, falta tempo pra brincar, criar, descansar, para o ócio e para o tédio.

Estudos mostram que as crianças estão com os ossos mais fracos do que há dez anos, seus corpos sofrem com a privação da luz solar e do contato com a natureza. Muitas estão com os ossos fracos, mas poliglotas aos doze anos. Muitas delas têm mais dificuldade em pular cordas, saltar, girar com o corpo, respirar e se concentrar, o corpo está mais flácido, estão menos ágeis em movimentos corporais, e super ágeis no dedilhar de telas.

Byung-Chul Han, filósofo coreano, diz que a incapacidade de concentração resulta da dispersão de estímulos, da ausência da vida contemplativa e da ausência do tédio como espaços de memória e construção. A infância vive num fluxo interminável de atividades e tarefas a cumprir, falta-lhes a CONEXÃO HUMANA (vínculo),  e essa precisa de espaço, tempo, envolvimento pra acontecer.

Essa ocupação descabida na infância afasta as crianças das relações que importam, das relações que constroem competências emocionais. Por tudo isso eu e a Flávia do @napracinha lançamos o manifesto #descansacriança ♥︎

Sua opinião e suas reflexões sobre isso nos importam. Obrigada pelo envolvimento, afeto e respeito!
#descansacriança