Foto: Tanto Mar Fotografia

Olhar para o céu é mantra. Fitando o alto, busco meus respiros com o coração. Aquieto meus anseios. Desacelero o piloto automático da vida. Penso sobre a rota.⁣
Por consciência, responsabilidade coletiva, afeto, fico em casa. O céu tem sido espiado pela janela. Pela manhã, vira cenário para andorinhas, pombas, maritacas e, em dias de sorte, tucanos. E se reparo bem, sou capaz de descobrir um pra cem números de azuis. Em dias de sol, sua luz vira farol. Ao meio dia, quintal das nuvens pra brincar. No entardecer, lembrete que ele só tem uma cor pra quem ainda não contempla o mundo. À noite, tem pique esconde com a lua.⁣
“O encantamento mora, de fato, no olho da gente”, ressoa Marcio Vassalo em um de seus livros infantis, puro poema. Mirar o céu é (re)encontrar esse encanto. Viver com contentamento, apesar dos vazios e das tempestades. E tentar esperançar, sempre.⁣

Texto para o #44escritos da @gowriters e tão este projeto sempre ♥︎⁣