Tanto Mar Fotografia

Começamos 2021 sem voltarmos para a escola. Continuamos com nossos pequenos em casa, acompanhando as aulas pelo computador, celular, tablet. Fácil não está, mas vejo que podemos buscar soluções para (tentar) minimizar o cansaço e a frustração. Nossos e deles.

O fato de já começarmos o ano no sistema remoto, já nos coloca em “vantagem” em relação ao ano passado: sabemos que está acontecendo, o que está por vir e podemos nos preparar melhor.
Vivo aqui em casa os dois lados dessa história, como mãe e como professora. Tenho a maravilhosa missão de estimular meus pequenos e meus grandinhos.

Pensei neste post para compartilhar algumas coisas que acho que podem nos ajudar neste processo, coisas práticas, mesmo. Avalie o que conversa com a realidade de sua família e aplique. Se tiver outras sugestões, nos envie, podemos criar uma rede e ajudar mais famílias.

Ambiente de estudo
Crie em sua casa um local onde seu filho possa assistir às aulas sossegado, para que ele se concentre melhor.

Organização
Oriente-o a separar os materiais da aula previamente. Como se ele estivesse arrumando a mochila para ir para a escola, deixe o material que vai utilizar nas aulas separado no dia anterior.

Rotina de horário
Ajude-o a construir um quadro com os horários das aulas e outro com o horário das atividades “off-line” (o para casa e as atividades avaliativas).

Plataformas online
Disponibilize um horário para conhecer a plataforma de ensino utilizada pela escola. Ajude seu filho a usar os recursos que ela oferece de uma forma mais eficiente.

Parceria família – escola
Mantenha contato com a escola e fique atento às orientações sobre as atividades e as aulas. Comunique as dificuldades que seu filho apresentar, para que, juntos, possam saná-las.

Autonomia
A autonomia e o protagonismo na aprendizagem é algo que deve, sim, ser estimulado. Mas atente-se à idade de seu filho para fazer a mediação, ser o guia na conquista desse protagonismo.

Entusiasmo
Ajude seu filho a se entusiasmar com as atividades. Valorize o que a escola está fazendo e lembre a ele sempre da importância da educação em sua vida. Mas, cuidado, o entusiasmo também deve ser da família, para não soar falso ou forçado.

Acolhimento e afeto
Acolha seu filho neste momento. Escute o que ele tem a dizer sobre as aulas e suas dificuldades. Mesmo que sejam reclamações, valide os sentimentos dele e tentem buscar, juntos, as soluções. O afeto é essencial para o desenvolvimento cognitivo e, consequentemente, para a
aprendizagem.

Cuide-se
Procure você, também, ajuda. Converse com outros pais. Tente tirar um tempo a sós. A gente só oferece ao outro aquilo que a gente tem. Se nosso copo se esvazia, não conseguimos encher os dos nossos filhos.