Para a dor não agarrar na gente
Ver publicação

Para a dor não agarrar na gente

Texto gentilmente cedido por Monica Calderano –  jornalista, mãe, (equilibrosa.com) – para o Na pracinha As coisas já estavam complicadas o suficiente quando descobrimos o risco, e passamos então a ter que nos afastar também dentro de casa, uns dos outros, nós das crianças. Eu disse a verdade, porque não…
Ver publicação
Brincadeiras no quarteirão
Ver publicação

Brincadeiras no quarteirão

No contexto em que vivemos, caminhar, fazer um pouco de exercício, dizer um olá à distância aos vizinhos é possível (e desejável), sempre com respeito, empatia e solidariedade por todos/ entre todos. Pensando no lá fora mais próximo – a rua – propomos brincadeiras para fazer na vizinhança com os…
Ver publicação